quarta-feira, 13 de abril de 2016

Você me faz ser arte

Me desculpa por ser assim. Me desculpa por ser tão diferente de você.
Desculpa por não ter certeza de nada enquanto você tem tanta certeza de tudo.
Desculpa por ser só o cinza enquanto você é uma caixa de lápis de 96 cores. Você me deixa feliz do mesmo jeito que uma caixa dessas deixa uma criança contente.
Até nossas áreas expressam nossas diferenças. Você é de exatas e eu sou a pessoa mais de humanas que você já viu. E, para provar, é só lembrar do dia em que nos conhecemos (eu estava com um vestido longo e uma coroa de flores na cabeça). Mas eu te amo tanto quanto você ama quando alguma conta enorme sua dá certo.
Desculpa por ser excesso enquanto você é pura e constante calmaria. Sinto muito por ter te colocado no meu mundo um pouco confuso sem nem te avisar previamente. Me perdoa por te fazer ser o para raios dos meus excessos. Você não merecia isso. Mas você sabe que eu agradeço sempre por te ter lá para me ajudar.
Minhas sinceras desculpas por te fazer ser toda a minha calma. Desculpa por não te dar a chance de explodir. Eu prometo que vou estar lá para você assim como você sempre está para mim.
A gente é tão diferente. Eu sou arte abstrata, toda incerta,enquanto você é arte renascentista, com todas as medidas perfeitas, mas mesmo com tudo isso, eu te gosto do mesmo jeitinho que você gosta.
Obrigada por me deixar feliz e calma quando preciso. Obrigada por ser tão diferente de mim. Obrigada por me completar com essas diferenças.

Obrigada por me fazer ser mais arte do que eu sou. 


você é arte



Nenhum comentário:

Postar um comentário